História

Faculdade de Ciências da Saúde de Barretos Dr. Paulo Prata - FACISB

Princípios

A Faculdade de Ciências da Saúde de Barretos Dr. Paulo Prata - FACISB foi criada dentro de princípios humanitários que sempre nortearam a vida de seu patrono, Dr. Paulo Prata, o qual praticava o atendimento humanizado aos doentes carentes e seus familiares desde o início de sua brilhante carreira de médico.

Políticas institucionais

Visando o cumprimento da missão proposta as políticas institucionais da FACISB estão fundamentadas em compromissos e valores que permeiam a construção dos Projetos Pedagógicos de seus cursos.

Ciente de sua responsabilidade social, a Instituição se propõe a oferecer cursos de graduação na área da saúde diferenciados em vários aspectos, a partir de seus pressupostos, dentre os quais destacam-se os seguintes compromissos: COMPROMISSO EDUCACIONAL, COMPROMISSO SOCIAL, COMPROMISSO CULTURAL.

Esses três compromissos como fundamentos, que emergem em todos os propósitos de atuação pelos quais foram delineados os objetivos dos Cursos, se reúnem na proposta de que o ensino, a atenção à saúde e a pesquisa para o desenvolvimento das ciências da saúde são interdependentes nos seus processos de consecução e de evolução. Assim sendo, deve caber à escola médica um papel catalisador na convergência do aprendizado, da assistência e da ciência, que objetiva o mais alto ideal de saúde humana, como aquele que é proposto pela Organização Mundial de Saúde.

Autorização de funcionamento

Com uma metodologia de ensino focada na formação de profissionais competentes, humanistas e éticos, a instituição, teve seu funcionamento aprovado pela portaria nº 1.479 editada pelo MEC em de 07 de outubro de 2011, iniciando o curso de Medicina no primeiro semestre de 2012.

Mantenedora

A Faculdade de Ciências da Saúde de Barretos Dr. Paulo Prata - FACISB tem como mantenedora a Sistema Med Serviços Educacionais S.A., sediada na Av. Loja Maçônica Renovadora 68, nº 100, no Município de Barretos, estado de São Paulo.

A SISTEMA MED SERVIÇOS EDUCACIONAIS S/A constituiu uma equipe de trabalho formada por profissionais da saúde e da educação, mestres e doutores com larga experiência docente e técnico-administrativa no âmbito superior para, mediante estudos, coordenar a elaboração de projeto pedagógico sob as bases das novas concepções, metas e diretrizes, repensando a questão da formação de profissionais, enfocando o uso das recentes tecnologias no processo ensino-aprendizagem visando o atendimento das demandas e interesses da população da cidade e região.

Dr. Paulo Prata

Patrono

Filho do médico radiologista e poeta Ranulpho Hora Prata e da professora Maria da Gloria Brandão Prata, Paulo Prata nasceu na cidade de Mirassol interior do estado de São Paulo em 28 de janeiro de 1924.

Aos dois meses de vida, mudou-se com a família para a cidade de Santos no Litoral Paulista onde fixaram residência, tendo o mesmo cursado o ensino primário e secundário na referida cidade.

Em 1949 graduou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina da USP juntamente com sua esposa, Scylla Duarte Prata, com quem se casara um ano antes. Tiveram cinco filhos: Cristina, Paulo, Beatriz, Henrique e Clarice.

Apaixonado pela profissão Dr. Paulo Prata aprimorou sua formação universitária escrevendo trabalhos científicos, alguns deles premiados.

Defendeu sua tese de Doutorado na FMUSP sendo aprovado com nota 10, louvor e distinção em concorrido concurso na época, cuja banca examinadora foi composta pelos renomados professores Renato Lochi, Edmundo Vasconcelos, Alípio Corrêa Netto, Mario Degni e Daher Cutait. Com a família, Dr. Paulo mudou-se para o interior.

Percebendo as dificuldades que os portadores de câncer, residentes no interior, enfrentavam para se tratar na capital, em 1967 junto de sua esposa Dra. Scylla e apoio, entre outros, do Sr. Antenor Duarte Villela criou a Fundação Pio XII, transformando o hoje histórico Hospital São Judas Tadeu, da rua vinte de Barretos, no primeiro hospital de câncer do interior paulista.

Com a família, Dr. Paulo mudou-se para o interior. Percebendo as dificuldades que os portadores de câncer, residentes no interior, enfrentavam para se tratar na capital, criou a Fundação Pio XII, em 1967, junto com sua esposa, Dra Scylla e com o apoio, entre outros, do Sr. Antenor Duarte Villela, transformando o hoje histórico Hospital São Judas Tadeu, da rua 20 de Barretos, no primeiro hospital de câncer do interior paulista.

Baseado em suas sólidas formações humana e universitária, criou princípios que norteiam vários setores dessa Fundação até hoje, como a priorização de atendimento humanizado aos doentes carentes e aos seus familiares, em regime de tempo integral, dedicação exclusiva e caixa-único por parte do corpo clínico, incentivo à atualização e publicação científica, prevenção de câncer, bem como a formação de novos profissionais.

Visão

Ser uma instituição focada na área da saúde cada vez mais reconhecida pela capacidade de gerar conhecimento e inovação, bem como promover a inclusão social e consolidar alianças nacionais e internacionais, assegurando a sua contemporaneidade, qualidade e sustentabilidade.

Missão

Compromisso permanente em oferecer educação superior na área da saúde com excelência acadêmica e com responsabilidade social, fundada nos princípios da qualidade dos serviços prestados, da gestão participativa e da valorização da pessoa.